Como evitar o aviso de site inseguro

Você compraria ou confiaria em um site em que o Google mostra um aviso de site inseguro? Segundo o portal E-commerce Brasil, os brasileiros estão entre os mais preocupados com segurança e privacidade online. Agora imagine a repercussão que uma mensagem de alerta pode ter para os visitantes do seu site.

Até recentemente, se pensava que os certificados de segurança eram úteis apenas para lojas virtuais e sites que realizavam algum tipo de transferência ou troca de informações sigilosas. Mas a segurança é um assunto muito sério para o Google e o objetivo de todas as ações da empresa são para tornar a web mais segura e confiável para o usuário.

Com a nova atualização, que entrou no ar dia 24 de julho de 2018, o Google Chrome mostra um aviso de que a página acessada não está segura para aqueles sites que não utilizam o protocolo de segurança HTTPS. Com essa atualização do Google Chrome, todo tipo de site será afetado.

Como pode ver, chegou a hora de dar prioridade para a segurança do seu site, mas não se preocupe, vamos te ajudar a entender melhor do que se trata essa atualização e o que você precisa fazer para evitar o aviso de site inseguro.

Só que antes, é importante entender como funciona a segurança de um site.

O que é o HTTPS?

O HTTPS (ou Protocolo de Transferência de Hipertexto Seguro, na tradução literal) é um protocolo de segurança que informa aos visitantes quando estão em um site seguro. Isso significa que foi instalado um Certificado SSL e o site possui uma proteção extra.

Como funciona o Certificado SSL?

O Certificado SSL (Secure Socket Layer) é um certificado digital que:

  • Utiliza um sistema de criptografia para mascarar os dados;
  • Garante que terceiros não autorizados tenham acesso à informações;
  • Permite um tráfego de dados com mais segurança entre o servidor e o visitante do site.

Um Certificado SSL protege as informações sigilosas que você guarda e compartilha em seu site.

Importância de ter um site com HTTPS

Além da segurança para troca de informações sigilosas, o que é primordial para lojas virtuais e sites com transações, ter um site com protocolo HTTPS dá maior relevância para SEO. Já que o Google valoriza a segurança, isso entrou na lista de itens indispensáveis para um bom ranqueamento da página.

O Certificado SSL passou a ser uma exigência do mercado pois o protocolo garante mais segurança para os dados que circulam na web e isso contribui para mostrar mais credibilidade e integridade nas informações.

Sem falar a grande utilização do Google Chrome pelos brasileiros, atualmente 75% das pessoas no Brasil utilizam o browser para navegar na internet.

A atualização do Google Chrome

A preocupação com a segurança de sites e lojas virtuais aumentou no início de 2017, quando uma atualização do Google Chrome passou a informar se os sites usavam o protocolo de segurança HTTPS ou não. A medida foi tomada depois de perceber que os usuários não sabiam diferenciar quanto estavam ou não num ambiente seguro. Por isso, o Google passou a usar cores e um texto na barra de endereço, destacando essas informações.

A partir disso o uso do HTTPS aumentou notadamente e fez com que o Google tomasse novas medidas. A empresa acredita que a segurança na web deve ser o padrão. Portanto, promoverá mais uma mudança e somente as páginas que não tiverem o protocolo serão sinalizadas. Todos os sites em HTTP terão o aviso de “Não Seguro”.

Segundo o Google, no primeiro momento não foi possível sinalizar todos os sites porque o volume era muito alto. Mas, agora que a maioria dos sites possui o Certificado SSL já é possível fazer essa diferenciação com maior destaque. Por isso, a recomendação é migrar o quanto antes para o HTTPS.

Como evitar o aviso de site inseguro

Como essa mensagem só aparece para os sites que não possuem o protocolo HTTPS, para evitar isso você precisa fazer a instalação do Certificado SSL. Essa instalação pode ser feita diretamente com o seu fornecedor de hospedagem.

Os clientes da HostSeries, tem direito ao SSL gratuito para todos os domínios, basta solicitar na Central do cliente, abrindo um ticket de suporte.