Tráfego Orgânico: o que é e como aumentar o do seu site

Algumas pessoas pensam que criar site de sucesso, que realmente consegue gerar tráfego e oportunidades, está relacionado apenas a fazer a sua programação e deixá-lo online. 

Se você também pensa assim, precisa saber que esse pensamento está totalmente equivocado. 

Criar a parte de programação e design do site é apenas um dos passos para que ele realmente seja encontrado pelos seus potenciais clientes. 

Você precisará investir em estratégias para que o seu site apareça para o seu público-alvo quando alguém fizer buscas nos mecanismos de pesquisa, como o Google, por exemplo. E você pode fazer isso de duas formas: com tráfego pago ou tráfego orgânico. 

O tráfego orgânico, que também é conhecido como “pesquisa natural”, é o tráfego que chega ao seu site quando um usuário faz uma busca nos mecanismos de pesquisas, visualiza o seu site e clica para acessá-lo. 

Já o tráfego pago, como o próprio nome já sugere, é quando você paga para que o seu site apareça em anúncios. No caso do Google, você precisa utilizar o Google Ads. 

Porém, neste artigo, o nosso foco é explicar o que é o tráfego orgânico e como aumentar o do seu site. 

Entenda o que é tráfego orgânico

Os empresários estão cada vez mais em busca de consultoria SEO, ou seja, consultoria para ranquear o site entre os primeiros resultados de busca, e existe uma ótima razão para isso. 

Como já comentamos, os resultados orgânicos são aqueles que aparecem para uma consulta de pesquisa, não incluindo os anúncios pagos. 

Os resultados da pesquisa orgânica são decididos por algoritmos de pesquisa e podem ser otimizados usando as práticas recomendadas de SEO. Não é à toa que consultoria SEO está sendo cada vez mais procurada por empresários. 

Isso porque, por mais que seja uma opção que não exige que você pague aos mecanismos de pesquisa, é muito importante que ela seja bem planejada e executada para conseguir obter resultados. 

A otimização de mecanismos de pesquisa — ou SEO —, é a prática de otimizar um site para que ele apareça em uma posição superior nos resultados naturais ou orgânicos para palavras-chave relacionadas.

Por que o posicionamento orgânico é importante?

O tráfego orgânico é importante para sites de qualquer tipo de negócio. A maioria dos usuários não passa da primeira página de resultados do Google, então é importante que o seu site apareça na primeira página.

Ganhar e manter uma posição superior na página de resultados de pesquisa para suas palavras-chave orgânicas é como possuir uma loja em uma rua movimentada. 

É quase certo que os clientes em potencial entrarão em sua porta e comprarão um produto ou serviço.  

A pesquisa orgânica é conhecida por: 

  • Custo-benefício;
  • Ter credibilidade;
  • Oferecer uma vantagem competitiva.

Também é um desafio construir e manter o tráfego de pesquisa orgânica. Portanto, a seguir, você confere algumas dicas que podem te ajudar a posicionar o seu site nos resultados orgânicos. 

Dicas para direcionar tráfego orgânico para seu site

As técnicas a seguir permitirão que você melhore sua visibilidade, tráfego e presença digital.

1. Tenha um site otimizado para os usuários

A otimização de site envolve diversas questões e ela não é feita somente para os mecanismos de pesquisa, mas sim, especialmente, para os usuários. 

O Google quer que você ofereça um site de qualidade e, por esse motivo, se preocupa tanto em classificar em melhores posições os sites que seguem as técnicas de otimização de site

Uma das questões mais importantes em um site é que ele precisa ter um carregamento rápido. Os usuários de internet estão cada vez mais impacientes e não querem esperar muito para acessar uma página. 

Não importa se é no computador desktop ou em dispositivos móveis, se um site demorar para carregar os visitantes provavelmente sairão dele e não irão mais voltar a visitá-lo. 

Inclusive, o indicado é que os sites não demorem mais que três segundos para carregar. Portanto, se o seu site está lento, a tendência é que as pessoas fiquem frustradas e o abandonem. 

Além disso, o Google sabe que sites lentos não oferecem uma boa experiência aos usuários. Logo, eles preferem classificar em melhores posições sites que carregam mais rápido. 

Várias dicas que daremos a seguir irão te ajudar a tornar seu site mais rápido — como a otimização de imagens —, mas uma que merece destaque é a escolha de uma boa hospedagem de site, como a HostSeries

É muito importante que escolha um serviço de hospedagem de site de qualidade, que não somente mantenha o site disponível pelo maior tempo possível — 24 horas durante 7 dias da semana – como também ofereça uma boa velocidade. 

Se você tem dúvidas se o seu site está carregando em uma boa velocidade, ou seja, em até três segundos, pode fazer um teste. 

Existem algumas ferramentas disponíveis que atendem a essa necessidade, mas uma das mais conhecidas é a Google PageSpeed Insights. A maioria dessas ferramentas também fornecem dicas sobre o que pode ser melhorado no site. 

Além do carregamento do site, também é muito importante pensar na usabilidade dele. Tenha em mente que o seu site é feito para conquistar o seu público-alvo, então, torne-o simples de ser compreendido.

2. Análise competitiva

Saiba o que seus concorrentes estão fazendo em seus sites e descubra o desempenho deles. Tenha uma ideia da origem de seu tráfego orgânico e o que o impulsiona.

Comece identificando as páginas de melhor desempenho do seu concorrente. Isso pode guiá-lo em direção a:

  • Melhorar suas palavras-chave;
  • Melhorar seu conteúdo;
  • Gerar oportunidades de link;
  • Ter uma melhor compreensão geral do seu nicho.

3. Crie conteúdo de qualidade

Um conteúdo de qualidade não é um post de 1.000 palavras escrito às pressas para espalhar sua mensagem na internet. 

Conteúdo de qualidade tem valor em seu setor de negócio Ele precisa ser útil e confiável. Ele também responde às perguntas do seu público-alvo (ou seja, potenciais clientes). 

Dedique-se para que o seu conteúdo seja melhor do que o dos seus concorrentes. Você consegue isso ao fazer uma análise da concorrência, pesquisando palavras-chave populares e encontrando tópicos relevantes. 

Ferramentas como Google Keyword Planner, Ahrefs, Moz ou SEMrush fornecem ideias de tópicos de conteúdo com base nos padrões de pesquisa dos usuários, utilizando palavras-chave. 

Links internos são conhecidos como hiperlinks e apontam para outra página da internet em seu site. Eles melhoram a experiência do usuário e ajudam o Google a entender a estrutura do seu site. 

A arquitetura do site é um fator importante na otimização de mecanismos de pesquisa. 

Os algoritmos de mecanismos de pesquisa, como Google e Bing, usam links internos para localizar páginas em seu site, com o objetivo de descobrir quais páginas indexar e como elas se relacionam entre si. 

Os links internos incentivam os usuários a navegar de uma página a outra em seu site e, assim, passar mais tempo nele. 

Podemos considerar que as principais métricas que os mecanismos de pesquisa se preocupam são as seguintes: 

  • Duração da sessão;
  • Taxas de cliques;
  • Taxas de rejeição;
  • Visualizações de página .

Bons números com essas métricas podem aumentar sua classificação e sua posição nos resultados orgânicos. 

Quando outro site se vincula ao seu, é chamado de link externo de entrada. Quando você se vincula a outro domínio, esse é um link externo de saída. 

O Google considera os links externos de entrada como um fator de classificação. Pense nos links externos como um voto de popularidade. 

Quanto mais sites possuem links para você, mais popular você se torna aos olhos do Google. Links externos também fornecem dicas de relevância ao mecanismo de pesquisa. 

Eles dizem ao Google que seu site é relevante e oferece informações que ajudam os usuários. 

No entanto, nem todos os links externos são bons. Verifique os links externos do seu site para se certificar de que nenhum site suspeito aponte para o seu domínio. Eles podem diminuir sua classificação e prejudicar o tráfego orgânico.

6. Conheça o seu público-alvo 

Entender seu público-alvo é crucial para melhorar o tráfego orgânico. O Google busca a satisfação do usuário acima de tudo. Logo, seu conteúdo deve ser importante para seu público-alvo. 

A menos que você entenda os interesses e a estratégia de pesquisa de seu público, não conseguirá atrair os usuários ideais. Depois de entender seus potenciais clientes e suas motivações, você pode se comunicar de forma eficiente com eles. 

Isso, por sua vez, orientará a criação de conteúdo que atenda às suas necessidades e você terá uma ideia melhor de como apresentar seus produtos, serviços e conteúdo. Aqui estão algumas dicas para entender melhor seu público:

  • Use um software analítico, como o Google Analytics, que consegue muitas informações sobre o comportamento dos visitantes do seu site;
  • Faça uma análise dos concorrentes para uma melhor compreensão do que eles estão fazendo. Você pode adotar os truques que eles podem usar para vencê-lo;
  • Pesquise o seu grupo demográfico escolhido com aplicativos de terceiros;
  • Conduza entrevistas com seus clientes para reunir mais informações e compreender suas necessidades, desejos e interesses;
  • Faça pesquisas de palavras-chave para alinhar seu conteúdo com termos relevantes e novas oportunidades de conteúdo. 

7. Utilize metatags

Meta tags são tags HTML que afetam a aparência e o posicionamento do seu site nos resultados orgânicos. Eles influenciam o tráfego e as taxas de engajamento, que afetam o SEO do seu site. 

As metatags incluem:

  • Tags de título: indicam o título de sua página;
  • Meta descrição: um breve trecho de texto sobre o conteúdo da sua página; 
  • Tags canônicas: ajudam a identificar a página principal quando há conteúdo duplicado;
  • Texto alternativo: ajuda os mecanismos de pesquisa a entender o conteúdo de uma imagem em seu site;
  • Tags de cabeçalho HTML: H1, H2, H3., Etc. Eles fornecem pistas contextuais para os mecanismos de pesquisa, para ajudá-los a compreender o conteúdo e a estrutura geral do conteúdo.

Sem meta tags, os mecanismos de pesquisa e os usuários não saberão do que se trata as páginas do seu site. 

As metatags fornecem contexto para as pessoas, não apenas para os mecanismos de pesquisa. Eles afetam a imagem da sua marca e promovem cliques nas páginas de resultados dos mecanismos de pesquisa. 

Quanto mais alta sua classificação na página de resultados de pesquisa, maior será o conhecimento da sua marca. 

Com mais pessoas conhecem sua marca, maiores são as chances de que ela seja mencionada na internet. Porém, é importante que as pessoas utilizem um link para o seu site. 

Por exemplo, uma pessoa decide enviar o link de algum artigo do seu blog em um comentário de post. É muito melhor que ela utilize o link para que a pessoa o acesse do que apenas cite o nome da sua marca. 

Transformar menções à marca é uma estratégia de criação de links, que foi projetada para aumentar o número de redirecionamentos de qualidade apontando para o seu domínio. 

Quanto mais links de entrada de qualidade, mais o seu site provará ao Google que você é relevante e confiável. 

Nesse caso, o que você pode fazer é ter a opção de “compartilhar” em suas publicações e sempre incentivar que utilizem seus links para que mais pessoas tenham acesso à informação. 

9. Tenha imagens otimizadas 

Os mecanismos de pesquisa tentam dar sentido às imagens, assim como fazem as páginas do site. Assim como todo o conteúdo do site, as imagens também devem ser otimizadas para SEO.

As imagens aprimoram a experiência do usuário e, quando otimizadas, podem aumentar o tráfego orgânico. 

Além disso, otimizar imagens ajuda os usuários com deficiência visual, porque o leitor de áudio transmite uma descrição falada da imagem. 

Mas, afinal, o que é a Pesquisa de imagens do Google?

A Pesquisa de imagens do Google permite que os usuários pesquisem conteúdo de imagens na web. As imagens devem ser otimizadas para serem facilmente pesquisáveis. Aqui estão algumas dicas que podem te ajudar: 

Use texto alternativo descritivo

Os usuários entendem uma imagem intuitivamente, mas os mecanismos de pesquisa precisam de ajuda de um texto alternativo para entender e indexar a imagem. 

Um bom texto alternativo fornece contexto mesmo quando há uma falha, para que os mecanismos de pesquisa ainda possam entender a imagem. 

Adicione palavras-chave relevantes para a marca no texto alternativo para aumentar a visibilidade. 

Nomeie a imagem apropriadamente

Certifique-se de que o título da imagem tenha palavras-chave adequadas. Os títulos das imagens são menos importantes quando se trata de SEO de imagens, mas eles adicionam conteúdo ao texto alternativo e ajudam no engajamento do usuário. 

Redimensione a imagem 

Tamanhos de imagem com resolução mais alta e dimensões maiores são ótimos para reprodução de impressão, mas reduzem a velocidade de carregamento do site. 

O tamanho certo da imagem melhorará muito a classificação do seu site. Além disso, os usuários não esperarão muito para que seu site carregue. Afinal, caso isso aconteça, eles irão embora.

Essas saídas antecipadas do seu site aumentam sua taxa de rejeição, diminuem sua taxa de cliques, reduzem o tempo médio na página e afetam outras métricas de experiência do usuário importantes que prejudicam a classificação do seu site. 

Verifique o tamanho e o tipo do arquivo da imagem

A maioria das imagens na Internet são JPEG, PNG ou GIF, cada uma com seu próprio método de compactação. Portanto, você deve escolher o tipo de imagem que oferece a melhor compactação para cada imagem. 

  • JPEGs são melhores para fotos;
  • PNGs são melhores para desenhos de linha, textos, etc.;
  • Gifs são melhores para imagens em movimento.

Adicione dados estruturados de imagem

Os dados estruturados são informações organizadas. O principal objetivo desses dados é comunicar informações específicas sobre uma página de site para que ela se torne elegível para uma pesquisa aprimorada nos resultados de pesquisa do Google. 

Os resultados avançados destacam as principais informações em uma página e ajudam os mecanismos de pesquisa a entender o seu propósito com a maior precisão possível. 

Adicionar dados estruturados melhora seu SEO ao qualificar seu conteúdo para resultados avançados. 

Esses resultados aprimorados também são chamados de rich snippets, que maximizam a visibilidade e a funcionalidade de seus links com informações mais atraentes e detalhadas, que são incorporadas diretamente na página de resultados de pesquisa. 

Para testar os dados estruturados do seu site, use o novo teste de Rich Snippet do Google para testar um snippet de código ou um URL de página. 

O teste retorna todos os erros e avisos detectados. Os erros exibidos desqualificam a exibição de sua página como uma pesquisa aprimorada. 

Use mapas de sites

Segundo o Google, as imagens são uma importante fonte de informação sobre o conteúdo do seu site. 

Você pode fornecer ao mecanismo de pesquisa detalhes adicionais sobre suas imagens e fornecer o URL de imagens que não poderíamos descobrir de outra forma, adicionando informações a um mapa do site de imagem.

Mas, quão importantes são os Sitemaps de imagens?

Sitemaps de imagens são importantes para quem tem milhares de imagens em seu site. No entanto, os sitemaps de imagens são úteis, não importa quantas imagens você tenha, e leva pouco tempo para criar um. 

Se você tiver apenas algumas imagens em seu site, outras tarefas importantes de otimização de SEO – otimização de conteúdo e meta tags, por exemplo – devem ter prioridade sobre um mapa de site de imagem.

10. Use as mídias sociais

O marketing de mídia social é uma das melhores ferramentas para direcionar o tráfego orgânico. Isso mesmo, não é somente o SEO do seu site que pode gerar tráfego orgânico. 

Construir sua reputação online também aumenta o reconhecimento de sua marca e aqui estão algumas dicas importantes que podem te ajudar a utilizar as mídias sociais. 

Postar regularmente

Crie um calendário de conteúdo de mídia social para planejar suas postagens. Não envie spam para seus seguidores, mas poste regularmente para manter a presença online. 

Postar regularmente aumenta a retenção de usuários e desenvolve um interesse geral em seus produtos e serviços. 

Lembre-se de que suas postagens, assim como seu conteúdo do site, devem ser informativas. 

É importante que seus seguidores gostem de seu conteúdo e lhe dêem atenção. Responda a comentários, menções e a quem compartilhar posts sobre o seu negócio.

Poste conteúdo relevante e envolvente

Não aborreça seus usuários. Ao invés disso, chame e prenda a atenção deles. Publique vídeos, gráficos ou infográficos. 

O conteúdo visual pode ser uma ferramenta muito eficaz nas redes sociais, porque tende a se destacar. 

O marketing de mídia social pode levar tempo e não pode substituir as estratégias de SEO. Mídias sociais e SEO se complementam. Portanto, se possível, invista em ambos. 

11. Análise frequentemente as métricas do seu site

Utilize ferramentas, como o Google Analytics e o Google Search Console, para rastrear os visitantes do seu site, o desempenho geral das páginas e as palavras-chave que eles usam para encontrar o seu site.

Ao analisar essas métricas, você pode ajustar o seu conteúdo e, finalmente, descobrir o que você precisa fazer para fornecer aos seus clientes e potenciais clientes as informações que eles desejam.

Últimas considerações

Se você deseja que o seu site seja encontrado na internet, precisa investir em SEO para gerar tráfego orgânico. 

Claro, você também pode optar pelo tráfego pago, mas, na verdade, o ideal é investir nas duas opções. 

Enquanto você se dedica para ter um site otimizado para que ele conquiste e se mantenha em uma boa posição nos resultados de busca, também é possível criar alguns anúncios para conseguir clientes de forma mais rápida. 

Vale deixar claro que o SEO demanda tempo e os resultados não são tão rápidos, justamente porque é preciso fazer um trabalho de qualidade, que é repleto de detalhes. 

Portanto, para ter sucesso em gerar tráfego orgânico, é necessário dedicar tempo e esforço para ver resultados duradouros. 

Também é importante que mantenha em mente que existem técnicas incorretas de SEO e que o seu site deve ficar bem longe delas. 

Isso porque, quando identificados, os mecanismos de pesquisa podem penalizar o seu site, tirando ele de uma boa posição nos resultados orgânicos. 

Esperamos que o artigo tenha cumprido o objetivo de esclarecer o que é tráfego orgânico e o que você deve fazer para conquistar uma boa posição nos resultados de pesquisa e gerar mais visitas para o seu site!